Depois de muitos anos o Ituano voltou a fazer um jogo internacional. Não foi um amistoso, mas foi bem interessante o jogo treino contra o Columbus Crew que disputa a MLS. Com trio de arbitragem e dois tempos regulamentares, a partida foi realizada no CT de Cotia do São Paulo.

“É uma experiência diferente. É um time com uma concepção tática diferente e muito bem organizado. Eles se comprometem muito e cumprem fielmente o que é determinado. Serve até para nós aprendermos neste aspecto. Eles são bem consistentes” contou Tarcísio Pugliese.

O jovem Bassani teve sua primeira experiência numa partida internacional. E percebeu a diferença. “O ritmo deles é diferente. O passe é mais forte. A força física é maior” comparou Bassani.

Romarinho que jogou no Internacional de Porto Alegre destaca outro ponto. “O trabalho de bola de uma equipe internacional é totalmente diferente do nosso. A gente ganha na qualidade tática. Este tipo de jogo vale muito a pena para nós. Principalmente para quem não jogou contra o Santo André” concordou Romarinho.

O técnico americano Gregg Berhalter do Columbus Crew também gostou do último jogo treino em solo brasileiro antes de retornarem aos Estados Unidos.

O Ituano começou com Wagner; Jefferson Feijão, Mateus, Leo e Luis Henrique; Valfrido, Rodrigo Celeste, Igor e Romarinho; Nena e Renan. No primeiro tempo, o time norte americano pressionou bastante e não permitiu que o Ituano avançasse. Foram poucas oportunidades. Até que antes do intervalo, Romarinho abriu o placar.

“Nós não estávamos acertando na marcação e conseguimos sair no contragolpe. O Igor fez boa jogada na esquerda e fez o cruzamento para mim. Dominei a bola e tirei do goleiro para marcar” contou. No segundo tempo, Tarcísio fez algumas alterações e entraram o goleiro Júnior, Renato, Edson, Fellipe, Pavani, Dener, Ximenes, Baralhas, Bassani e Juliano Levak. A maioria do time sub 20 que disputou a Copa São Paulo.

O jogo ficou mais aberto e o Columbus teve um pênalti marcado a favor e empatou o jogo. Apesar do empate o Ituano criou boas oportunidades. Juliano conseguiu finalizar com perigo e Bassani fez três boas finalizações. Na melhor fez um golaço. Pavani fez o cruzamento. Bassani matou no peito, tirou o goleiro e bateu no canto. Com absoluta tranquilidade.

“Quando dominei o goleiro saiu com tudo em cima de mim, ameacei chutar e dei um corte nele e finalizei bem” contou sorrindo Bassani.

Tarcísio Pugliese gostou do amistoso. “Foi bom o jogo. Importante para dar ritmo para quem não jogou contra o Santo André. Assim temos todos os atletas preparados para o que vamos enfrentar no campeonato e em bom ritmo. O Columbus é um bom time, bem organizado e com uma proposta diferente do que encontramos no Brasil. Taticamente bem organizado e com força física” comentou Tarcísio Pugliese.

Fonte: Ituano F.C.