Acostumado a fazer gols por onde passa, Anderson Salles mantém a fama no Santa Cruz. Após balançar as redes em cobrança de pênalti na vitória por 4 a 0 pra cima do Belo Jardim, na Arena de Pernambuco, o zagueiro se igualou ao atacante Halef Pitbull na artilharia da equipe na temporada. Cada um marcou seis tentos com a camisa coral. O defensor vive uma grande fase no Arruda, sendo um dos destaques do time tricolor.

Todos os gols marcados por Anderson Salles saíram de bola parada, principal especialidade do jogador e arma mais forte do time. Foram quatro de falta e dois de pênalti. Eutrópio elogiou mais uma vez a qualidade do time nesse fundamento. “A nossa bola parada é eficiente, mas é muito mais mérito de quem bate. Não gosto de ficar ressaltando méritos do meu trabalho, sempre atribuo aos meus jogadores”, disse.

O sucesso de Salles no Santa Cruz tem ido longe. No último sábado, por exemplo, ele foi elogiado por Juninho Pernambucano, ex-meia do Sport Recife, Vasco da Gama-RJ e seleção brasileira e hoje comentarista da TV Globo. Por uma rede social, o ex-jogador, que era um dois maiores cobradores de faltas do mundo, elogiou o atleta coral.

Aos 29 anos, Anderson Salles tem 28 gols na carreira e os números do zagueiro-artilheiro de fato chamam a atenção. São 13 de pênalti, 12 de falta e apenas três com a bola rolando. Por isso, seu trunfo é a bola parada. Este ano, jogou 11 partidas pelo Santa.

Fonte: CoralNET