Uma vitória gigante, com uma atuação impecável e que ficará registrada na memória dos torcedores por um bom tempo. Não é pra menos. O Fortaleza resgatou a história e fez valer à risca seu hino. Combativo, aguerrido e vibrante, o Tricolor bateu o Atlético-MG por 2 a 1, no Castelão, e obteve um resultado daqueles fora da curva.

Contra o líder do Campeonato Brasileiro e time que, na atualidade, pratica melhor futebol no País, o Leão rugiu mais alto, interrompendo a série de quatro vitórias seguidas dos mineiros. Segunda vitória do time de Ceni sobre um líder da competição, já que antes havia vencido o Internacional, por 1 a 0.

A vitória premia o plano tático de Rogério Ceni, que anulou o Galo. Dentro da proposta de cada equipe, o Fortaleza foi melhor. Muito seguro na marcação, sem dar espaços ao Galo e mantendo a intensidade, conseguiu neutralizar o Atlético e até criou as melhores chances para marcar na partida.

Ronald (VOL): em mais uma partida consistente, o volante fez valer a titularidade com presença bem distribuída por todos os setores do campo. Com bons passes e boas saídas, conseguiu preencher o espaço deixado pela expulsão de Felipe, além de iniciar jogadas ofensivas de perigo. Nota: 7,5.

Fonte: Diário do Nordeste